Marinheiros e Ladrilhos

Dizem Aos Marinheiros

Dos Segredos As Embarcações

Que Sempre Retornam

Pelo Desejo De Partir

Lamparineiros E Mantenedores

Fieis Desbravadores E Gajeiros

Da Luz Que Afaga

Ao Alento A Vaguear

Caminhos Não Traçados

Estreitas Perdizes A Velejar

Que Se Espairecem Ao Dia

No Aguardo Do Cruzeiro Luar

Tempos De Roda

Roda Dos Ventos

Ventos Da Proa

Prosas & Rosas

Satisfazendo E Honrando

Ondas Em Poda

Os Felizes Momentos

A Esperança Tem Nome

E Chama-se Andaluz

O Luziar Do Meu Castelo

É O Farol

Campo Das Águas

Em Alto Horizonte

Aos Passos Mais Que Largos,

Pescador A Argos Navegar

Medo Não Tenho

E Sozinho Nunca Estive

As Vozes Fundas De Quem Me Guia…

Traçado Tens Os Meus Caminhos

Bem Sabe, Verdes Mares,

Não Se Anda Por Velenho.

Em Deveras Noites

Por Julgo, Destino Ou Sina

Ainda Assim….

Agraciados Ao Ladrilhar.

Aos Vivos Afoites Sem Pestanejar.

©2020 por PORTAL DE ACESSO GRATUITO TABERNACULUM VIVERE

  • Facebook
  • Instagram